fbpx

Assessoria de Imprensa - Comoequetalá Experiências

Em um tempo não tão distante a assessoria de imprensa era composta por desafios que, de certa forma, eram lineares e constantes. De um ‘simples’ relacionamento entre cliente e veículos, a um novo mundo, cheio de influenciadores digitais, que traz muitas novas possibilidades e responsabilidades, tanto para as agências de assessoria, quanto para o cliente.

Neste Comoequetalá Experiências nós vamos bater um papo reto com 4 profissionais atuantes do mercado e com grande experiência e reconhecimento profissional.

Pode vir se for estudante ou profissional, pode vir se for entusiasta e pode vir se quiser apenas saber como contratar tirando o melhor proveito desta profissão.

Mas quais são os novos desafios que levam a assessoria de imprensa ao sucesso? Como está o cenário atual no mercado de trabalho? O que é preciso aprender para se profissionalizar? Como está a concorrência? Sua empresa precisa de uma assessoria de imprensa? Como contratar este serviço?

Vamos? 

Gioconda Caputo e Carmem Moretzsohn

Gioconda Caputo e Carmem Moretzsohn

Carmem Moretzsohn é jornalista e atriz profissional desde 1983. Como jornalista, atua desde 1983 na área cultural, tendo integrado como repórter a equipe dos cadernos culturais dos jornais Correio Braziliense e Jornal de Brasília, e trabalhado nas emissoras TV Globo e SBT, como repórter, e como apresentadora do jornal local da TV Bandeirantes. Atualmente desempenha a função de coordenadora de projetos culturais para a Objeto Sim. É coordenadora de produção do Slow Filme – Festival Internacional de Cinema e Alimentação e assessora de imprensa de eventos de grande relevância para o calendário cultural brasiliense, como o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o CENA CONTEMPORÂNEA – Festival Internacional de Teatro de Brasília, a Bienal Brasil do Livro e da Leitura, dentre outros.

Gioconda Caputo Guedes formou-se em jornalismo pela Universidade de Brasília em 1979. Desde então, tem exercido a profissão. Foi repórter de educação da Folha de São Paulo. Para o jornal O Estado de Minas, trabalhou como repórter responsável pela cobertura da Presidência da República e Congresso Nacional. Desde 1981, atua no jornalismo cultural. Foi repórter do caderno de cultura do Correio Braziliense de 1981 a 1989. A partir deste ano e até finais de 2001 exerceu as funções de coordenadora de pauta e editora assistente do caderno de cultura do Jornal de Brasília. Foi também editora assistente do jornal Radcal, publicação da Fundação Athos Bulcão. Atualmente trabalha como assessora de imprensa e em projetos culturais para a empresa da qual é sócia. Produziu para os Centro
Cultural Banco do Brasil Brasília e Rio de Janeiro as mostras Vladimir 70; Nação Farkas; Seijun Suzuki – O Coreógrafo da Violência; O Baú de Jim Jarmusch e A Idade da Inocência. É coordenadora de produção do Slow Filme – Festival Internacional de Cinema e Alimentaçãoe assessora de imprensa de eventos de grande relevância para o calendário cultural brasiliense, como o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o CENA CONTEMPORÂNEA – Festival Internacional de Teatro de Brasília, a Bienal Brasil do Livro e da Leitura, BIFF – Festival Internacional de Cinema de Brasília, dentre outros.

Juntas formam a Objeto Sim, empresa que tem realizado o trabalho de produção de eventos culturais e assessoria de imprensa para grandes instituições (como Centro Cultural Banco do Brasil, Caixa Cultural, Correios), embaixadas (França, Itália, Noruega, Espanha, Holanda, etc), grandes projetos (Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília, Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, BIFF – Brazilian International Film Festival, Bienal Brasil do Livro e da Leitura) e iniciativas locais (espetáculos, exposições, shows e lançamentos de obras de artistas de Brasília).

Bruna Marques

Bruna Marques

Jornalista, relações-públicas e estudante de marketing digital. Atua há 20 anos na cena cultural brasiliense, atendendo diversas produtoras de eventos da cidade. A profissional assessorou também lançamentos de filmes e peças teatrais. Trabalhou na comunicação de vários festivais, entre eles, Brasília Music Festival (todas as edições), Festival Porão do Rock (desde 2004), além de inúmeros shows internacionais e nacionais que passaram pela capital federal. Já assessorou parlamentares, tanto na Câmara Legislativa, quanto no Congresso Nacional. Passou pela assessoria de comunicação de grandes empresas, entre elas, Claro Centro Oeste, grupo Caixa Seguros, InPress Porter Noveli e FSB Comunicações. Durante três anos, trabalhou na assessoria de comunicação da ANPR, onde coordenou quatro edições do Prêmio República de Valorização do MPF, além de ser responsável pelas redes sociais da Associação e atendimento à imprensa. Atualmente, coordena a área de branded content do Correio Braziliense.

Fred Leão

Fred Leão

Há quatro anos, está à frente da Lambada Comunicação, agência de conteúdo e marketing digital e assessoria de imprensa. Começou a trabalhar em redações em 2007. Atuou como repórter e editor de veículos de internet, impressos e TV. Foi editor do R7 DF e integrou equipes de jornais impressos, como Diário da Manhã (Goiânia) e Jornal de Brasília, além da TV Brasil Central (Goiânia) e portal R7. Além do jornalismo, trabalha com design e desenvolve projetos gráficos para jornais e revistas.

Local, dia e horário

No Comoequetalá CLN 407 Bloco B loja 17
Dia 23 de março
Às 19h30

Valor

R$ 30,00 com direito a comes e bebes!

desconto premium

Usuários premium pagam R$ 20,00

Inscrições

Informações sobre o evento

Começa em Data a definir
Termina em 31/12/2099
Inscrições até 31/12/2099
Preço individual R$ 30,00
R$ 30,00 8

Badge Hosted by Configr